Produtos

Você está aqui: Home > Produtos > Medicamentos e Anti Pulgas > Spiraphar Virbac

Spiraphar Virbac

Indicado no tratamento de infecções bucodentárias, gástricas e intestinais de cães e gatos

   

Fórmula Spiraphar® 10

Cada comprimido contém:

Espiramicina...................900.000 UI

Dimetridazol.....................125,0 mg

Excipiente.......q.s.p...........600,0 mg

 

Posologia Spiraphar® 10

Administrar por via oral 1 comprimido/10 Kg/dia

Duração do tratamento: no mínimo 5 dias. 

 

Propriedades

A espiramicina é um antibiótico macrolídeo produzido pelo crescimento de certas cepas de Streptomyces ambofaciens. A atividade antimicrobiana desta substância dá-se pela interferência sobre a síntese protéica bacteriana através de sua ligação reversível com a subunidade 50S do ribossomo, o que impede a translocação necessária para o crescimento da cadeia polipeptídica que formará as proteínas.

Os macrolídeos são ativos contra a maioria das bactérias Gram-positivas, tanto aeróbicas quanto anaeróbicas. Em geral, essa substância não é ativa contra bactérias Gram-negativas, embora algumas cepas de Pasteurella, Haemophillus e Neisseria sp possam ser sensíveis.

O dimetridazol é um composto da família dos nitroimidazóis. Seu mecanismo de ação parece ocorrer pela interferência sobre a estrutura helicoidal do DNA, o que desencadeia a quebra de filamentos da estrutura daquela molécula e, conseqüentemente, a perda de sua função.

Essa substância é muito efetiva contra bactérias anaeróbicas obrigatórias e protozoários. Os princípios ativos que compõem Spiraphar® apresentam perfis farmacocinéticos bastante semelhantes.

Após administração oral, o produto é rapidamente absorvido alcançando picos plasmáticos entre 1 e 2 horas. Sua distribuição é ampla por todos os tecidos do organismo e, particularmente o dimetridazol atravessa tanto a barreira hematoencefálica quanto a placentária.

Após metabolização hepática, quantidades alteradas e inalteradas do produto são excretadas pelas vias urinária e biliar.

 

Vantagens

Eficaz contra as bactérias da cavidade oral, completando os tratamentos (pré e pós) cirúrgicos e odontológicos. 

Pode ser usado em casos de infecções gástricas e intestinais. 

 

Efeitos Colaterais

Casos de hipersensibilidade (febre, eosinofilia e erupções cutânes) e distúrbios gastrintestinais (anorexia, náusea, vômito e diarreia) podem ser observados com o uso do produto. Em casos de superdosagem, podem ser observados neuropatia periférica, ataxia, tremores e convulsões. 

Em qualquer um desses casos, recomenda-se a interrupção do tratamento. 

 

Contraindicações 

Não administrar concomitantemente ao cloranfenicol e as lincosamidas, pois todos competem pelo mesmo sítio de ligação na unidade ribossômica. 

Não administrar em fêmeas gestantes. 

Não administrar em equinos. 

 

Precauções 

Cães com isquemia miocárdica aguda ao serem tratados com antibióticos macrolídeos podem desenvolver taquicardia ventricular e fibrilação.